Um dia, dois países

domingo, 7 de julho de 2013

Quinta-feira eu estava deveras estressada. Mais um daqueles dias em que os guris estavam inspirados para implicar com qualquer coisa... Só que a Gastmutter ia passar a noite num congresso, ou seja, dois dias passados de olho nos guris. Na sexta, me decidi: amanhã vou pra Calw (cidade do Hermann Hesse). Mas não fui. Explico.

No próximo dia 15, a Mo volta pra África do Sul (como ela conseguiu bolsa de estudos, volta em metade de setembro e fica mais três anos por aqui). No início de agosto, a Mayara volta para o Brasil. A Camila está na Suíça e a Susan na Áustria. E a Mo queria uma última reunião com todas. Passou a semana falando nisso. A Camila não podia sair de Zurique por questões de trabalho, a Mayara estava falida. Pra resumo da história, eu e a Mo resolvemos ir pra Lindau, uma ilha na região de Bodensee (uma lagoa gigantesca que tem entre Alemanha, Suíça e Áustria) e que fica do lado alemão e pertinho da cidade em que a Susan está, Bregenz. Quase quatro horas de trem. Cidade muito simpática (só as pessoas que não tanto), o tempo estava ótimo e, bem, fizemos algumas estripulias. Antes, as fotos de Lindau. 
























Bom, como Lindau é minúscula e mesmo parando pra um sorvete, pra cerveja com batata-frita, pra ouvir uma dupla que cantava Johnny Cash e Creedence (que a Mo e a Susan não conhecem - nem as gurias pra quem a Mo perguntou, o que me deixa extremamente chocada), sobrava tempo. Resolvemos conhecer a cidade da Susan, na Áustria, que ficava só a dez minutos de trem e que custava uns dois euros... Mas não pagamos. Não compramos ticket e, com sorte, fomos e voltamos sem sermos pegas. 

Nossa ida a Bregenz foi marcada por uma visita à casa da Susan (que está de Au Pair lá por mais um ano, mas como a casa da família é pequena, ela tá morando numa outra casa, do avô da família - triste vida), que tinha um pequeno piano e duas salas cheias de tesouros históricos. De máquinas de escrever a... espadas! Tomamos o banho no Bodensee que a Mo tanto queria ("Falta de biquíni não é o problema, oldschool, Ana") e atrasamos nosso retorno em duas horas. Chegamos a Lindau dois minutos antes do trem pra Stuttgart partir. Corremos. A última grande emoção de um dia que contou com aventuras em dois países (aventuras de fato, vocês acham que ficar em um trem sem ticket não dá nada? Corremos riscos... E o que falar do banho?). 

Uma capela =)




Susan mostrando a chave gigantesca de sua
encantadora e antiga moradia

Uma espada de verdade!

Foto tosca, sei, mas não resisti.

Das maravilhas penduradas na parede da casa da Susan...

... e que me fizeram tagarelar a valer sobre música.

Coitada das gurias! Bowielindo

Do carnaval. Não sei se do passado ou pro próximo.

QUASE um xadrez como o da Câmara Secreta.





Na falta de biquíni, a gente adapta.

Malditas pedras na beira. 

Pós-banho.

Foto trash exposta porque gosto de me esculhambar.



Depois de caminhada e corrida, nada mais justo...

Último registro do dia.
Bis bald!

1 comentários:

Family More disse...

pera, adorei aquele xadrez tamanho gg kkk, a cidade é um doce de lindinha! Anaaa, largue essa espada, vc já tem um história de querer bombas caseiras, acho que não é seguro tu segurar esse tipo de coisas, tu tem gostos estranhos que ameaçam a sociedade.

Adorei as fotos. Austria <3