Recortes

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Momento sinceridade da Gastmutter: "Ana, eu quase não te escolhi porque teu alemão era ruim e tu era muito nova, mas aí não tinha outra opção. Te liguei e vi que tu era madura pra tua idade, então só tinha um problema: nível baixo de alemão." Legal. E, veja, minha voz não é tão terrível quanto eu penso, ao menos me ajudou a enganar a Gastmutter. Bueno.

***

Desafios da vida de au pair: O menor dos guris, cinco anos, sempre vem me dar boa noite pra que eu o carregue até o quarto e, depois de contar até três, o jogue na cama. Aí outro dia, o guri do meio, de oito anos e quase da altura do de dez, me pediu pra fazer o mesmo com ele. Não sei como, mas eu consegui. Meus braços doeram por umas horas.

***

O sol ainda aparece por aqui...

***

Acidente(?) de trabalho: Um dos guris vem e começa a fingir me socar sem parar. Pego os braços dele, torço pra trás e digo "Eu tenho um irmão e um primo e brinquei muito disso com eles quando era criança". Ele ri e eu puxo com mais força. Ele ri mais alto. Vai, vai e, quando vejo, ele tá chorando. Largo ele e começo a pedir desculpas. Por uns dois minutos ele não me responde. Então ele finalmente diz: "Eu te desculpo só se tu fizer de novo. E forte." E ele e o mais novo passaram dias querendo brincar disso. Vai entender.

 ***

Discussões contrutivas: 

Ana: Nossa, tu foi tão rápido quanto o Flash! 
Guri 1: Quem é o Flash? 
A: Um super-heroi. 
Guri 2: Nunca ouvi falar, não é famoso. 
A: Como não? Ele é um super-heroi como o Super-Homem, o Homem-Aranha e o Batman. 
G2 me corrige na pronúncia de "Batman" em alemão, me esnobando. Olho pra ele e pergunto o que tinha perguntado no dia anterior pros dois mais novos e tinha ouvido resposta negativa. 
A: Tu sabe o nome do Batman? 
G2 me corrige de novo a pronúncia. 
A: Que seja. Tu sabe o nome dele? 
G2: Não. 
A: Tu sabe o nome do Homem-Aranha? 
G2: Não. 
A: Tu sabe o nome do Super-Homem? 
G2: Não. 
A: Bom, então eu sei mais de super-heroi que tu. Fica quieto. O Flash é famoso, só porque tu não conhece, não quer dizer que não seja importante
E ai citei o nome real dos três herois, só não falei da história triste do Batman como tinha feito um dia antes.

***

Nas voltas do curso: Volta e meia eu converso com a minha professora (que sempre me dá carona - e caronas emocionantes quando as obras nos obrigam a catar outro caminho) sobre o que acontece no meu dia a dia, o que concordo e discordo nas atitudes da Gastfamilie e tal. Numa dessas ela me sai com: "Mas quando tu tiver a tua família, Ana, tu já sabe como não fazer, faz diferente." Cinco segundos de silêncio. "Porque tu vai formar uma família, não vai?" Desviei da minha solteirice teimosa e disse: "Ainda não pensei sobre isso."

***

Meu alemão tá aprovado: 
"Por que tu ainda vai no curso de alemão? Tu já fala muito bem. Repete: Eichhörnchen [...] CERTO! Agora Dschungel [...] Também tá certo! Mäpchen. [...] Isso! Tá vendo, tu já fala bem alemão."


(O guri do meio, que também é meu professor de alemão)

***

Lógica é lógica: Eu disse que não podia brincar porque estava fazendo meu tema de curso. Fui olhada com cara de "tu tá me gozando?" por uma criança de cinco anos e ouvi: "Pessoas de 21 anos não têm tema."

***

Mais tarde voltamos com novas aventuras. Programação confirmada:

27/10 - Castelo Lichtenstein com uma dúzia de Au Pairs
01, 02 e 03/11 - Düsseldorf, Castelo Dragenburg e Bonn
23 e 24/11 - Munique (de novo-outra vez-novamente)
21 ou 22/12 - Ida pra Berlin
29/12 - Embarque pro Brasil

Bis bald!

2 comentários:

Tita disse...

Bom bom bom!!! Adorei! rsrsrs
Ana exercitando o seu poder de síntese e de plágio de si mesma. Algumas historinhas são recentes mas li de novo assim mesmo pq são deliciosas. Minha mãe te diria "manda pra Selecções q pode ganhar 200,00!" kkkkk

Pandora disse...

KKKKKKKKKKKKKKKK Adorei!!! Ana, meninos gostam de brincadeiras pesadas, quanto mais pesadas melhor e isso é o bom dos meninos, não precisa delicadeza!!!